X

blog

Paredes que escondem, aberturas que revelam

15 / NOV / 2014


 

A residência multi-familiar projetada pelo arquiteto Tomás Bettolli é bastante peculiar. Composta por uma casa e um loft, a construção surpreende os pedestres por sua escala, nada modesta. Formas geométricas intencionalmente robustas e fechadas  protegem os moradores da rua, transformando essa casa de esquina numa referência para o bairro familair onde está situada.

Embora intencionasse o aspecto maciço, através até da escolha de materiais - concreto e ferro, principalmente - a casa possui várias aberturas, que iluminam de maneira impressionante os interiores da casa.

 

Pátios, janelas, varandas e terraços não foram economizados, ainda que não tenham sido utilizados de maneira óbvia, mantendo assim a privacidade dos moradores.

Para isso, as janelas foram emolduradas por barras de ferro, que agem como uma peneira: permitem a penetração de raios, porém não em demasia, já que se trata da fachada norte, com muita incisão solar.

Conforme a luz se altera ao longo do dia, são criadas novas e interessantes formas nas duas fachadas da casa que se voltam para a rua. Outro fenômeno bastante claro é a alteração de texturas e coloraçõs de alguns materiais, como as barras oxidadas, que reforçam ainda mais o aspecto icônico do local.

Apesar de não aparentar pelo exterior, os cômodos são bem-iluminados. Isso deveu-se também, em grande parte, a eliminação de boa parte das paredes internas, além da comunicação entre diferentes níveis. Ou seja: a mesma luz que ilumina o andar superior ilumina também o térreo. E vice-versa.

 

Fonte: ArchDaily Brasil