X

blog

Mozarteum Brasileiro, Trancoso

16 / JUL / 2015


 

Idealizado por 4 parceiros, encontra-se inserido num terreno afastado do litoral baiano, próximo a Trancoso, o Anfiteatro Mozarteum Brasileiro. Criado para receber performances e festivais, o projeto busca estimular o desenvolvimento econômico local, fazendo com que mais visitantes descubram a região de Trancoso.

Os sócios Sabine Lovatelli, da Mozarteum Brasileiro; Reinold Geiger, da L’Occitane; Carlos Eduardo Bittencourt, empresário local em parceria com o arquiteto François Valentiny, de Luxemburgo, foram os autores da proposta. Assim surgiu o Teatro, com capacidade para 1,1mil pessoas, cujo projeto divide-se em dois volumes edificados: o primeiro é o anfiteatro, com dois palcos, sendo um coberto, outro não; além do edifício de apoio, onde há um bar, salas para receber ensaios e workshops.

O formato do edifício e sua locação respeitam ao máximo a geografia local, de maneira que seu posicionamento não pareça agressivo à área de falésias. Já a escolha do concreto como matéria deveu-se à necessidade de uma modelagem livre, que permitisse transmitir ao edifício o caráter escultórico que carrega.

Fonte: Revista aU, edição 243.